quarta-feira, 18 de março de 2015

Dia #4 - "This is Cape Epic!"

Sobrevivemos à etapa mais longa da Absa Cape Epic 2015. 
Uma etapa mais ao nosso jeito, em que a capacidade física era mais importante que a técnica. Ironia do destino foi a que tivemos mais problemas! Quando íamos na liderança da categoria Master, primeiro o Zé Rosa fica "abraçado" a uma vedação de arame farpado, depois a rosca que aperta do disco do travão de trás desaperta-se e fez toda a etapa assim. E por fim eu, a faltar cerca de 30km para o final, dou um trambolhão de todo o tamanho, num estradão em terra batida a cerca de 40km/h!

Braços esfolados, joelho muito maltratado, mas desta vez foi o esquerdo, mas pior que tudo e à semelhança da minha queda na Andalucia Bike Race, bati com o meu "abono de família" em algum lado ao ponto de ficar uns 5 minutos agarrado a ele e só a dizer "ai, ai!". Entretanto lá melhorei e arrancámos de novo. Mas entretanto somo apanhados pela 3 primeiras equipas Master. A minha preocupação naquele momento era se tinha tudo inteiro e a funcionar tongue emoticon Estava-me pouco lixando para a classificação ou a vitória na etapa. Mas lá me recompus um pouco e seguimos até ao ultimo ponto de abastecimento. Aí lavei um pouco as feridas, sobretudo o joelho. e já consegui terminar a etapa. Espero que não seja nada grave!
A etapa era duríssima, os 30ºC que fazem deram uma ajuda. Subidas com mais de 20% de inclinação, muita pedra solta a subir e a descer. Ah, e em relação a areia, posso dizer que a Titan Desert (Marrocos) ao pé da Cape Epic é uma menina! Tanta areia apanhámos hoje!! Andei demasiado tempo com a bicicleta à mão.
Por incrível que pareça, e mesmo com estes percalços, subimos lugares na classificação geral. Não é que isto me interesse, mas significa que muitos atletas já começam a ficar "maduros" smile emoticon
This is Cape Epic!

video

Sem comentários:

Enviar um comentário